Eu Li: Coleção Como Lidar - O Hipster e A Ressaca (The Ladybird Book of the Hipster / the Hangover)

A Coleção Como Lidar é um dos lançamentos do semestre da editora Intrínseca. Toda a coleção é baseada em uma coleção de livros infantis Ladybird Books que marcou época - uma época em que não existiam internet e celulares e as crianças aprendiam com livros-de-papel. Então os autores, Jason Hazeley e Joel Morris usaram esses clássicos infantis como modelo para criar essa versão moderna e adulta do tal livro que continha ensinamentos diversos sobre os mais importantes temas. Lá fora a coleção já conta com 11 volumes e por aqui a Intrínseca já lançou 5 volumes. Eu vou falar sobre os dois que li nesta resenha e depois comento os outros.

A primeira coisa que você deve saber antes de começar a ler a coleção é que este é o tipo de leitura feita para não se levar a sério. Toda a proposta dos livros deixa isso bem claro, então o que você vai encontrar enquanto lê é muito sarcasmo e um tanto de absurdo. Esteja preparada para ler coisas absurdas sobre a vida adulta e ainda assim achar graça (ou se identificar).

Em O Hipster nós conhecemos um pouco sobre esse emblemático personagem da atualidade: o adulto hipster. O que é um hipster? Onde vive? O que faz? Como vive? Bem, eu não sei se você vai encontrar as respostas nesse livro (eu li, mas não vou contar, oras), mas posso garantir que você vai se divertir com as mais diversas especulações e constatações sobre a vida desses personagens. É um livro bem curtinho, pra se ler numa sentada (eles chegaram aqui e eu li em 5 minutos!). O hipster, além de tentar desvendar mais sobre essas pessoas, também mostra exemplos com imagens e citações sobre esses seres tão peculiares. O que eu achei um problema neste volume é que algumas coisas ficaram mal explicadas - não por erro ou algo assim e sim porque, acredito que este volume tenha um certo tipo de sarcasmo que só existe na língua materna em que ele foi criado e com a tradução isso se perdeu, então algumas 'piadas' ficaram meio sem sentido para nós (por uma questão cultural mesmo). No mais, o volume é bem divertido e eu dei boas risadas - porque tem cada coisa tão absurda! E as imagens que servem de demostração ajudam muito nesse sentimento,
O que os hipsters mais gostam nas suas músicas favoritas é o fato de ninguém gostar delas de verdade.
#quemnunca?
Em A Ressaca nós temos um apanhado sobre o que (não) fazer em caso de ressaca. Esse volume eu gostei mais do que o do Hipster, Ele mantém a mesma proposta dos textos curtos com imagens representando as situações, mas acho que nesse caso as exemplificações não foram tão culturais (ou talvez ressacas sejam ressacas em qualquer parte do mundo) e isso tornou a leitura ainda mais dinâmica. Nele nós encontramos dicas de como lidar (!) com uma ressaca e o que podemos fazer para preveni-la torná-la menos insuportável. As dicas vão desde alimentos que podemos (ou não) ingerir até como se portar quando temos que levantar da cama e ir viver o dia seguinte. Esse livro é realmente uma perola e eu aprendi tanta coisa que já estou cheia de dicas para dar aos amigos que passarem por essa situação (porque eu não passo. Não mesmo!)

Ir para o trabalho de ressaca pode parece impossível, mas é importante manter o emprego. Mesmo que ele seja o motivo de você ter se embebedado.
#quemnunca2?

Acho que lá fora esses livros fazem muito sucesso - e sentido - porque as pessoas leram os Ladybird originais então existe toda uma memória sentimental que torna a leitura ainda mais interessante, mas mesmo para mim, que nunca li os livros que deram origem a esta versão para adulto, a coleção Como Lidar consegue ser interessante e divertida, justamente por tratar de situações que são comuns a qualquer pessoa na vida adulta. Afinal, mesmo crescidos, vale a pena manter esse lado mais despreocupado e é isso que esse livros trazem: um sopro de frescor pra vida adulta - que já é tão cansativa e cheia de responsabilidades. Se você quer uma leitura rápida, divertida e que vai ter fazer esquecer dos problemas e rir de toda a sinceridade-sem-dó da narrativa (mesmo que por 5 minutos), leia Como Lidar.

2 comentários:

  1. Olá Evellyn,

    não consegui me empolgar com esses livros, não tenho vontade de ler mesmo sendo divertidos, leves e rápidos.

    xoxo
    Mila F.
    @camila_marcia
    www.delivroemlivro.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Entendo, Mila!
      Eu fiquei curiosa pois já havia visto uma resenha deles em inglês, antes de saber que seriam lançados por aqui. E de fato são livros divertidos e muito rapidos. Mas como eu disse, acho que lá fora eles tem mais identificação com o publico por conta dos livros infantis em que são inspirados! rs

      bjsss

      Excluir

- Adoro saber a opinião dos leitores! Deixe seu comentário e eu responderei no seu blog, mas nada de comentários ofensivos hein?